O que é Flutter?

É o framework do Google para construir aplicativos nativos para Android, iOS, Web e Desktop, utilizando o mesmo código-base.

Em seu site, a definição oficial é:

Flutter é um kit de ferramentas do Google para construir aplicações lindas, nativamente compiladas para mobile, web, desktop à partir de um único código-base."

Resumindo: você vai escrever o código apenas 1 vez e seu aplicativo vai poder ser executado em até 4 plataformas diferentes.

Utilizando a linguagem Dart (que também foi criada pelo Google), Flutter oferece uma incrível experiência para desenvolvedores e usuários.

Até a versão 1.2, Flutter entregava apps para iOS e Android. Quando a versão 1.5 foi lançada, durante o Google IO 2019, o post oficial de lançamento termina com a seguinte frase: "Flutter não é mais um framework mobile, mas um framework multi-plataforma.

Para saber mais, acesse este vídeo.

Origem

O projeto foi iniciado em 2014, com o codinome "sky", com o intuito de encontrar uma melhor maneira de construir interfaces para o mobile. Em 2015, foi apresentado durante a Dart Developer Summit, onde foi possível ver o código Dart sendo executado em um aparelho Android e também apresentado com o nome Flutter. Em 2016, no mesmo evento, Flutter foi definido como "Uma melhor maneira de desenvolvimento mobile". A estréia do Flutter em um grande evento foi no Google IO 2017, em uma sessão de "live coding", onde o app construido foi integrado ao Firebase e com acesso à camera. No Google IO 2018, com uma grande expectativa, Flutter já teve um destaque maior, contando com 3 excelentes palestras, cobrindo tópicos como gerenciamento de estado, uso do Material Design e novamente outra sessão "live coding" de um app acessando o Firebase.

Em dezembro de 2018, finalmente foi lançada a versão 1.0 e dentre tantas novidades, o principal destaque foi para o projeto Hummingbird, que futuramente se tornou o Flutter para Web.

Toda a apresentação da versão 1.0 foi feita em um aplicativo nativo para MacOS, utilizando o Flutter.